Documento mostra tudo o que você já fez no Facebook; saiba como baixar

on . Posted in Blog

O Facebook é uma das poucas empresas que poderia disputar de igual para igual com o Google se houvesse uma competição que premiasse quem possui mais informações dos internautas. A gigante de buscas sabe uma porção de coisas sobre a sua vida; agora passamos para a rede social criada por Mark Zuckerberg.

Ao acessar as configurações do Facebook, qualquer usuário pode baixar um arquivo que contém todas as informações presentes na rede a seu respeito. Basta acessar este link, informar a senha e esperar até que o arquivo .zip seja preparado, o que por aqui levou menos de uma hora. Chega um e-mail com o link para download do arquivo, que pode variar de tamanho e aqui veio com 96,3 MB.

O zip contém três pastas (html, fotos e vídeos) e um arquivo .htm que organiza todo o material, funcionando como uma versão básica do seu perfil que mostra quando você se registrou, onde nasceu e onde mora, com quem está se relacionando e com quem já se relacionou - sim, seu (sua) ex-namorado (a) vai aparecer ali. Membros da família são categorizados automaticamente, então até quem é primo do seu primo pode acabar listado ali. Lugares onde trabalhou, idiomas que fala e tudo quanto é página já curtida em várias categorias: músicas, livros, filmes, televisão, times, jogos, sites etc. são mostradas, tem os grupos a que você pertence e os aplicativos usados.

Você encontrará neste perfil links para informações de contato (seu e dos amigos), tudo o que foi postado no seu mural, as fotos, vídeos, amigos, todas as mensagens, cutucadas, eventos, configurações gerais e de segurança, publicidades, dispositivos móveis, locais visitados e pesquisas respondidas.

Sites e e-commerces que não possuem versão mobile perderão performance

Written by Super User on . Posted in Blog

Blog do Google para Webmasters anunciou oficialmente no último dia 26 de fevereiro uma nova atualização em seu algoritmo de buscas que, segundo especialistas em SEO em todo o mundo, terá um impacto ainda maior que o Panda e o Penguin.

O “mobilegeddon”, como alguns vêm chamando a mudança, possui, segundo o Google, duas grandes novidades “que ajudarão os usuários a encontrar mais conteúdo de sites mobile”:

    1. Mais sites mobile nos resultados de busca;
    2. Mais conteúdo de aplicativos nos resultados de busca;

 

O primeiro tem data para acontecer: 21 de abril (feriado no Brasil). “A partir de 21 de abril, estaremos expandindo o uso de recursos mobile-friendly como sinal de ranqueamento. Esta mudança irá afetar as buscas em dispositivos móveis em todos os idiomas e países, impactando significativamente os resultados de busca”, informou o Google no post sobre a novidade.

Mas há também uma outra atualização já em pleno funcionamento. Segundo o mesmo texto, o Google passará a usar “informação de aplicativos indexados como fator de ranqueamento para usuários que já possuem o app instalado.”

Ainda de acordo com o post, “quando se fala em buscas em dispositivos móveis, os usuários passarão a receber resultados relevantes e oportunos, não importando se a informação está em um site mobile-friendly ou em um aplicativo.”

Esta é uma informação de extrema relevância. Agora, o que você busca pelo celular retornará um resultado ainda mais unificado, relevante e preciso de sites e aplicativos mobile.

Google+